El-Mapa_Francisco-El-Hombre-2-cred.-Rodrigo-Gianesi

(Foto: Rodrigo Gianesi) francisco, el hombre

Você pode até achar que nunca ouviu uma música da banda francisco, el hombre, atração do Lollapalooza Brasil 2018. Mas, com certeza já cantarolou a letra e melodia de Triste, Louca ou Má, canção que está na novela O Outro Lado do Paraíso, da Rede Globo. A faixa, inclusive, foi trilha de uma das cenas mais chocantes da trama, em que a protagonista Clara (Bianca Bin) é estuprada na lua de mel pelo marido Gael (Sérgio Guizé), exibida no segundo capítulo.

“A música invadiu a casa de muitas mulheres, potencializou a mensagem de muitas pessoas”, diz a vocalista Juliana Strassacapa em exclusiva ao Virgula sobre a canção que questiona os enquadramentos aos quais as mulheres são submetidas diariamente. “A nossa mensagem é sincera, potente e tem a intenção de transformar”. 

Em suas músicas, a francisco, el hombre trata de problemas sociais e políticos enfrentados no Brasil, e teve os pés atrás para autorizar a faixa a ser veiculada na novela, pelo fato de ser a Rede Globo. Ao final, optaram em mostrar o trabalho em rede nacional como ferramenta de divulgação da mensagem. “A novela é muito presente na vida da população brasileira. Questões morais e reflexões são passados através de lá. Já que existe esse espaço, decidimos ocupá-lo”, diz Juliana, e complementa: “Se fosse uma música qualquer, uma música sem um cunho reflexivo e contestatário tão forte talvez fosse diferente, mas ‘Triste, Louca ou Má’ é maior que isso. Quanto mais a mensagem puder ser disseminada e mais pessoas puderem ser atingidas com ela, melhor”. 

Após o sucesso na novela, o grupo se prepara para tocar no festival Lollapalooza, outro veículo de exposição midiático muito forte. “É a maior visibilidade nacional. O nome é muito grande, tem muito alcance. Estar entre essas bandas e músicos incríveis, tanto nacionais quanto internacionais, também é demais. Vai ser uma ótima experiência”, celebra Juliana

Confira o papo abaixo e entre nesse mundo colorido e consciente da francisco, el hombre:

vsvswvw

(Foto: divulgação) Francisco, El Hombre

Vocês vão tocar no Lollapalooza. O que diria para quem for assistir ao show da francisco, el hombre pela primeira vez?

Juliana Strassacapa: Será um show potencializado pelo nosso momento de transição e composição do disco novo. A energia está muito renovada agora e estamos com mais gana ainda de envolver as pessoas nesse ritmo que é o show. Vai ser muito energético, envolvente e entregue, com algumas participações super especiais que estamos muito felizes! Dá pra esperar uma coisa nova dentro do que já existe.

Por que tocar no Lollapalooza é tão importante para vocês? 

A maior visibilidade nacional, especialmente. O nome é muito grande, tem muito alcance! Estar entre essas bandas e músicos incríveis, tanto nacionais quanto internacionais, também é demais. Vai ser uma ótima experiência.

Vocês serão a primeira banda do palco Onix no domingo, tocando às 11h45. O horário cedo é um problema?

É cedo, mas a gente vai fazer o que sempre fazemos que é: extrair o suprassumo do que temos. A gente não vai arredar o pé do palco até envolver todos que estiverem lá pra nos ver e conectar todos. Seja como for vai ser lindo e muito especial, porque a gente faz isso com muito contentamento e conexão interna, então o que vier é lucro!

‘Triste, Louca ou Má’ está na trilha de ‘O Outro Lado do Paraíso’. O que mudou pra vocês depois que a música começou a tocar na novela? 

Ajudou a mensagem a se disseminar e florescer em vários pontos do país que a gente não poderia alcançar tão facilmente. Invadiu a casa de muitas mulheres, potencializou a mensagem de muitas pessoas. A novela é muito presente na vida da população brasileira e latino americana também. Questões morais e reflexões são passados através de lá. Já que existe esse espaço decidimos ocupá-lo, já que a nossa mensagem é sincera, potente e tem a intenção de transformar. A resposta tem sido muito positiva e espero que cada vez mais mulheres se tornem autônomas e donas das suas próprias vidas.

A francisco, el hombre trata de problemas sociais e políticos nas letras. Ter uma música veiculada na Rede Globo não mexeu com a cabeça de vocês? 

Sim, a gente teve um milhão de pés atrás pra autorizar a música a ser veiculada na Globo. Mas esses espaços existem, então é melhor que a gente os ocupe. A gente confia na nossa mensagem, na nossa maneira de comunicar. Se fosse uma música qualquer, uma música sem um cunho reflexivo e contestatário tão forte talvez fosse diferente, mas “Triste, Louca ou Má”é maior que isso, quanto mais a mensagem puder ser disseminada e mais pessoas puderem ser atingidas com ela, melhor. A mensagem é maior do que nós.

Quais os planos pós-Lolla para 2018? 

A gente já está compondo o disco novo e estamos em um momento de transição. Planejando se despedir do “SOLTASBRUXA” de maneira bem bonita. Temos planos de fazer remixes especiais, fazer clipes, vídeos e continuar tocando sempre, passar por festivais. Inclusive tem vários chegando, não só no Brasil, mas também na América Latina.

lolla-18-line-up

SERVIÇO:

Lollapalooza Brasil 2018

Quando: 23, 25 e 25 de março
Onde: Autódromo de Interlagos, São Paulo
Ingressos: www.lollapaloozabr.com

Fechar X

 

Fechar X
Sem mais artigos