3782137964-peter-hook556

(Foto: Gabriel Quintão) Peter Hook

Peter Hook está em São Paulo. O eterno baixista do Joy Divison e New Order veio até a capital paulista com a banda The Light para dar sequência aos shows tributos que tem feito. Dessa vez, o inglês vai tocar na integra os álbuns Lowlife e Brotherhood, terceiro e quarto disco do New Order. O show rola hoje (sexta, 31), na Clash Club, a partir das 23h.

Agora, Peter trocou o instrumento de quatro cordas pelos vocais, e, para quem não sabe, um detalhe importante é que sua banda de apoio não é nada fraca, não. Além de seu filho, Jack Bates, no baixo, os outros integrantes (David Potts, Andy Poole e Paul Kehoe) eram do Monaco. Quem não lembra do hit What Do You Want From Me? tocando incessantemente nas rádios nos anos noventa?. O próprio Hook brincou: “Nós somos o Monaco”.

Pois bem, a gente trocou uma ideia com o criador das linhas de baixo de Love Will Tear Us Apart, Bizarre Love Triangle e tantos outros hits que amamos, sobre os shows tributos e o colocamos na parede para decidir qual banda lhe agrada mais: Joy Divison ou New Order. (Uma questão nada fácil, hein?). O baixista bambeou, enrolou um pouco, ficou confuso com a questão, mas foi firme e respondeu. Vê aí!

Show tributo

“Essa ideia de fazer uma cronologia musical veio do Bobby Gillespie, do Primal Scream, quando eles fizeram shows tocando o álbum Screamadelica. Então, em 2010 fez 30 anos que Ian Curtis se foi e eu quis celebrar essa data tocando os discos do Joy Division. Deu tão certo que achei interessante continuar, tocando os álbuns do New Order na sequência.”

A reação do público

“Muitas dessas pessoas ao redor do mundo nunca viram o Joy Divison ao vivo, ou mesmo as músicas mais antigas do New Order. No palco, eu tento reproduzir a energia que as bandas tinham no início, porque, você sabe, um show do New Order hoje não é mais um show do New Order. Você vê aquilo no palco e percebe que está tudo errado alí. E outra coisa, as músicas do Joy Division ao vivo eram diferentes da gravação, eu tento reproduzir o que fazíamos no palco. Então, está sendo fantástico, as pessoas tem gostado bastante dessa oportunidade. É um show longo.”

Após os shows

“Quando terminar esses shows e eu já tiver tocado toda a discografia, ainda não sei o que fazer. Vou apenas deixar rolar. Quero voar por aí (risos).”

Álbum solo

“Para ser honesto, não penso sobre isso. Eu nunca toquei sozinho. Eu não sou o Noel Gallagher (risos). Pra mim, ter um grupo é muito mais interessante do que se lançar solo.”

Tocar baixo ou cantar (o que faz melhor?)

“Tocar baixo é mais fácil do que cantar. Mas não sou bom em nenhum dos dois (risos). Eu não tenho um jeito clássico de tocar baixo, prefiro fazer uma linha mais melódica. Sobre cantar, eu comecei na época do Monaco e fui aperfeiçoando, mas pra mim ainda é difícil, porque eu tenho cantado quase 30 músicas por show. A parte boa disso é que vou melhorando a cada apresentação.”

Ser um DJ

“Fazer DJ sets é muito mais fácil. Ser um DJ é excitante, mas por diferentes razões de ter uma banda. Mas se for para escolher, eu fico com ter uma banda.”

Uma música do Joy Divison que lhe representa

“24 hours. Essa canção do Joy Divison tem a minha linha de baixo favorita.”

Uma música do New Order que lhe representa

“Leave Me Alone. Ela é muito simples, mas bastante melancólica. Eu amo essa música, e realmente tenho boas lembranças quando a ouço.”

Joy Divison ou New Order?

“Essa é uma pergunta complicada (muitos risos). Sou feliz por ter tocado nas duas. Posso dizer que sou um cara de sorte por ter feito parte desses grupos fantásticos. Mas se for para escolher, digo que Joy Divison é realmente especial pra mim, porque nunca mais teremos um Joy Division, porque ele (Ian Curtis) se foi.”

SERVIÇO:

Show: Peter Hook & The Light tocando Lowlife e Brotherhood.

Quando: 31 de outubro (hoje), a partir das 23h

Onde: Rua Barra Funda, 969, São Paulo. TEL 11 3661 150

Ingressos: PISTA – 1º Lote: R$ 120 (inteira) / R$ 60 (meia-entrada); 2º Lote: R$ 140 (inteira) / R$ 70 (meia-entrada) e 3º lote: R$ 160 (inteira) / R$ 80 (meia-entrada).CAMAROTE – R$200 (inteira) / R$ 100 (meia-entrada).

Vendas:

On line: http://tinyurl.com/peterhookbr

Locais de venda: Rock’n’Roll Burger: Rua Augusta, 538. Fone: 3255-0351* Clash Club: Rua Barra Funda, 969 – Barra Funda, São Paulo/SP: www.clashclub.com.br. Telefone: (11) 3661-1500

Fechar X
Sem mais artigos