Com ‘Unwritable’, esperado álbum de estreia, Tika apresenta seu samba progressivo

Fabiano Alcântara

Por

Atualizado em 25/08/2017

Tika

Divulgação Tika

Leia mais

Com um quê de Edu Lobo e de samba progressivo, Vida, primeiro single do álbum de estreia de Tika, Unwritable, mostra que a cantora e compositora está pronta para ser umas das grandes revelações de 2017. Aos 27 anos, a garota de Rio Claro pode ser sua próxima cantora favorita. O disco sai em setembro pela YB, mesma gravadora por onde lançaram Aláfia, Saulo Duarte, Pipo Pegoraro, Bruno Morais, Iara Rennó, Thiago França, Rodrigo Campos.

Como fazem nomes da nova música brasileira, mulheres como Karina Buhr, Ava Rocha, as Rakta, Anelis Assunção e a atualíssima Elza Soares, Tika espera driblar o lugar da “musa” para ser reconhecida pelo talento. Ela, que já gravou uma música chamada “A Anti-musa”, é formada pelo Conservatório de Tatuí e tem faculdade de música, pela Universidade Federal de São Carlos.

Tika também não está sozinha. A faixa é composta por Rodrigo Campos, com letra de Tika e Alice Coutinho, Pipo Pegoraro na guitarra e programação, Mauricio Fleury nos rhodes, synths e arpeggiator, João Deogracias no baixo e Sergio Machado na bateria.

Qual seria a chance de surgir alguma coisa nova na música brasileira em 2017? Quem se pergunta perdeu a razão porque, como cantou Elis, para ficar em um paralelo óbvio com Tika, “o novo sempre vem”.

O que está acontecendo de mais novo na música brasileira hoje?
Tika - Sambas do Absurdo, Romulo Fróes, A Mulher do Fim do Mundo, Ava Rocha, Céu, Kika Pra Viagem, Junio Barreto, Moreno Veloso, Bruno Capinan, Arto Lindsay, Mallu…

Em que momento da vida teve certeza que seria cantora?
Tika - Desde criança eu ficava entre querer cantar e dançar, fazia pequenas performances na escola, na vizinhança e para a família. Com 15 anos comecei a fazer shows voz e violão em Rio Claro e daí já sabia que seguiria assim profissionalmente.

Você tem rituais para compor?
Tika - Não, mas nunca consigo compor na correria do dia, tenho que estar num momento calmo, dedicado ao instrumento, à escrita, à audição e à reflexão.

O que te motiva a fazer uma música nova?
Tika - Geralmente, muita vontade de cantar uma melodia nova, que tenha saído da minha cabeça ou algum assunto ou pensamento que achei interessante e quero escrever sobre.

Que outros artistas da nova geração mais gosta e indica?
Tika - Igual à primeira resposta! Acrescentaria outros artistas que não são brasileiros e que gosto muito, como Feist, Wild Belle, Tame Impala, Rihanna, Beirut, Weyes Blood, James Blake, Michael Kiwanuka.

Sugerir correção

Relacionados ao assunto

Carregar mais

Comentários