Não é segredo para ninguém que a música eletrônica está em alta e tem tomado espaço de festivais que anteriormente eram focados no rock. O Lollapalooza é um deles. Nos Estados Unidos, a versão original do evento completa 25 anos de idade em Chicago. O seu criador, Perry Farrell, vocalista da banda Jane’s Addiction, diz que está disposto a “criar uma nova cena” em função desta mudança de foco na música pop.

“Eu odeio EDM. Tenho vontade de vomitar pelas minhas narinas. Eu não consigo suportar o que ele fez com o que amo, que é a house music, algo mais meditativo e psicodélico. Às vezes me encolho e lamento no meu próprio festival”, disse Farrell em entrevista ao jornal Chicago Tribune sobre a nova cena de Eletronic Dance Music.

Neste novo projeto, o músico disse que ficará focado também na house music. “Quero manter o EDM longe. Ele serão negados”.

Charlie Jones, um dos donos da C3 Presents, empresa que organiza o Lollapalooza, explica de forma mais ponderada a mudança. ” Se nós tivéssemos os mesmos gêneros musicais de 2005, não haveria um público de 400 mil pessoas”, afirmou.

Vocalista do Janes Addiction testando a CPTM, em São Paulo

Reprodução Vocalista do Janes Addiction testando a CPTM, em São Paulo

Fechar X
Sem mais artigos