Quando o Passinho do Volante apareceu em 2013, alguns deram risada daqueles garotos com aparelhos fakes nos dentes. Mas foram eles que riram depois quando Diplo tocou a música deles no Lolapallooza em São Paulo, Beyoncé rebolou  ao som dos caras no Rock in Rio e, no fim daquele ano, a faixa Ah Lelek Lek Lek foi usada na propaganda do Classe A, o carro ~ popular ~ da Mercedes-Benz.

“O passinho faz parte da estética. Tem passinho pra todas as músicas. Rolam vários passinhos, mas quando sai uma música falando do passinho é que ele pegou”, afirma o produtor Omulu, um dos caras mais respeitados do novo funk.

Passinho

Se  o break é um dos quatro elementos da cultura hip hop, toda vez a música muda, a dança também acompanha. Então, nós fomos buscar danças pelo mundo que não fariam feio em um baile funk.

Dancehall

Começando pelo dancehall jamaicano. Velocidade 1.

Dancehall

Dancehall

Em seguida, partimos para o twerk…

O twerk é aquela coisa rebolativa que a gente conhece bem.

Dancehall

Créu, créu, créu, créu, créu… velocidade 5.

Footwork

Outra dança que cairia bem no baile é o footwork, de Chicago. Surgido nos anos 80, a partir de uma variação da juke house, uma house mais acelerado, ele também se tornou um gênero musical e uma subcultura.

O documentário abaixo produzido pela rádio NPR disseca a parada.

A onda do baile global ainda passa pelo  krumping, de Los Angeles

Krumping

O jit, de Detroit

jit,  de Detroit

E o shangaan, da África do Sul.

Shangaan, da África do Su

Shangaan, da África do Su

“A África do Sul é logo ali”, já dizia o Fernando Vanucci.

Shangaan, da África do Su

Rebola de lá…

Anitta

Rebola daqui…

Anitta

Pequenos passos para o homem…

Passinho

… grandes passinhos para a humanidade.

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos