(Foto: Fernandes Torres/Divulgação) Buena Vista Social Club

O próximo sábado, 12, será dia de bailar muito ao som latino da lendária Orquestra Buena Vista Social Club, que se apresenta no Tom Brasil em São Paulo.

O grupo de Cuba que conquistou o mundo com o álbum e documentário homônimo lançado na década de noventa, vem se despedir do público brasileiro com o show Adios, que está rodando o globo. Após o término da turnê, o Buena Vista irá se aposentar.

Desfalcado pela morte de ícones como Compay Segundo e Ibrahim Ferrer, o Buena Vista Social Club conta com quatro remanescentes originais: a cantora Omara Portuondo, o maestro e trompetista Guajiro Mirabal, o guitarrista Eliades Ochoa e o virtuose do alaúde Barbarito Torres, que bateu um papo exclusivo com o Virgula para contar mais sobre o show e outras coisitas. Até de Despacito ele falou.

Confira a conversa good vibe:

(Foto: divulgação) Buena Vista Social Club

Virgula: O que você pode nos adiantar do show ‘Adios’?

Barbarito Torres: Vamos ao Brasil com com muita vontade de tocar para que o público possa desfrutar ao máximo de nossa música. Será uma recapitulação da história do Buena Vista e uma homenagem aos integrantes que se foram. Um concerto único e emocionante para nós e para o público. 

Por que a música cubana é tão forte no mundo todo? 

Creio que no nosso caso é porque a nossa música tem um pouco de tudo. Cantamos na língua espanhola e falamos sobre temas globais como o amor, a saudade, a alegria e o desamor. São coisas que qualquer pessoa passa pelo menos uma vez na vida. 

Você gosta de ‘Despacito’? Ela pode ser uma boa representante da música latina?

Existe alguém que não gosta de ‘Despacito’? É o maior hit do ano e todo mundo está dançando ela. O ritmo é muito pegajoso e com certeza é uma das muitas canções que representa bem a música latina.

Falando em ‘Despacito’, o que você acha da popularização atual da música latina? 

A música latina levou muitos anos para atingir o mercado e nos últimos anos têm acontecido um empurrão com novos gêneros e artistas. Tudo o que torna a nossa cultura mais visível é muito mais que bem-vindo.

Qual é o maior legado do Buena Vista Social Club? 

Creio que deixamos um bom legado da nossa identidade musical pelo mundo. Por isso nos chamam de embaixadores da música cubana. Espero que as novas gerações continuem esse caminho que deixamos e sigam divulgando a nossa essência musical por muitos anos ainda.

O que você pretende fazer quando a turnê ‘Adios’ acabar? 

Cada um de nós tem projetos à parte. Sei que Omara seguirá na ativa com seus shows solos. Eliades também. Eu tenho um projeto em mãos, mas ainda não posso dizer muito sobre ele. Só sei que nossos caminhos continuarão musicais.

SERVIÇO:

Buena Vista Social Club em São Paulo

Data: 12 de maio (sábado) – Horário de início do show: 22h
Local: Tom Brasil – Rua Bragança Paulista, 1281, Chácara Santo Antônio
Horário de abertura da casa: 2h antes do espetáculo
Censura: 14 anos
Ingressos: www.ingressorapido.com.br

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos