Pabllo Vittar

Divulgação Pabllo Vittar

A Billboard destacou Pabllo Vittar em sua edição dos Estados Unidos. A revelação é chamada de drag brasileira preferida de Diplo na publicação. “Nunca pensei em fazer um álbum com minhas próprias músicas. Gorky abraçou minhas ideias para levar minha personalidade ao álbum”, afirmou ele sobre o produtor Rodrigo Gorky, do Bonde do Rolê.

Pabllo afirmou também que vê o preconceito em baixa. “Recebo muitas mensagens. A comunidade está mudando a imagem do que os drags costumavam estar relacionados, de que tudo o que fazemos é festa. Nós ajudamos as causas. Eles me disseram que os inspirei, mas sabendo que isso me inspira. Eu abandonei a faculdade para seguir esse sonho. Não temos mais tempo para esperar, temos que lutar por nossos direitos e pedir respeito”, afirmou.

A revista aponta que o sucesso de Pabllo é recente e meteórico. “Pabllo Vittar lançou seu primeiro álbum, Vai Passar Mal, no início de 2017, e chamou a atenção dos críticos e do público com seus vocais distintivos e músicas cativantes”, elogia.

A drag também deixa claro que não é trans. “Se eu ofendi as mulheres trans, peço desculpas. Eu sou um homem, gay, de gênero fluido. Eu não gosto de me rotular. Nunca me considerei trans. Se as pessoas não entendem, tento explicar”. A publicação foi divulgada na sexta (30) e Pabllo comemorou no Twitter.

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos