Lenine e Maria Rita

Lenine e Maria Rita durante as gravações do Sambabook de Jorge Aragão (crédito: Carolina Moura)

Uma roda de amigos com música boa, descontração, risadas e emoção. Esse é o clima na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro, palco da quinta edição do Sambabook, em homenagem a Jorge Aragão. Referência na música popular brasileira, o sambista completa 40 anos de carreira com apresentações memoráveis embaladas pela presença de 23 convidados especiais.

“A impressão que me dá é que estou cada vez menor. Cada um que entra no estúdio para cantar parece que estou diminuindo. Ainda estou um pouco perdido”, comenta Jorge Aragão emocionado após uma das apresentações.

O projeto multimídia Sambabook, realizado pela Musickeria em parceria com a Petrobras, Prefeitura do Rio de Janeiro, JSL e Nova Rio, é uma versão mais ampla dos populares songbooks editados por Almir Chediak nos anos 80 e 90. Com o objetivo de resgatar a tradição e multiplicar o alcance do samba, também tem a função de incentivo educacional a partir das plataformas que gera para escolas, universidades e conservatórios de música.

Jorge Aragão é velho conhecido do Sambabook. Como intérprete  convidado, participou de duas edições – a primeira em 2012, em homenagem a João Nogueira, depois em 2014, em homenagem a Zeca Pagodinho. Bastou reunir amigos para a festa ficar completa.

“Foi natural chegar ao nome de Jorge Aragão pelo simples fato de ser um dos maiores compositores do nosso país. Tivemos o árduo trabalho de selecionar, juntos, as músicas mais relevantes de sua carreira e convidar músicos que tinham uma relação especial com Jorge”, explica Afonso Carvalho, idealizador do Sambabook e um dos sócios da Musickeria.

Jorge Aragão para todas as idades
O encontro de gerações marcou o início das gravações. Emicida, Anitta, Diogo Nogueira e Luciana Mello foram alguns dos convidados que se juntaram ao time de Martinho da Vila, Zeca Pagodinho, Elza Soares, Sandra de Sá, Xande de Pilares, Péricles, Maria Rita, Lenine e Alcione.

“Quando me ligaram perguntando se eu toparia participar de um projeto com o Jorge Aragão, eu só perguntei a roupa e o horário que eu tinha que aparecer. E quando soube que a música seria Tendências, maior alegria ainda. Cantar uma canção gravada por Beth Carvalho e Dona Ivone Lara, que também participou da composição, é uma responsabilidade enorme, mas, ao mesmo tempo, uma felicidade de ter sido escolhida para fazer essa música tão bonita”, conta Luciana Mello.

Lançamento em julho
Após a gravação das 25 músicas, incluindo uma faixa especial, o formato original do SambaBook é editado para diversas plataformas que resultam em dois cd’s, dvd, blu-ray, minidocumentários com entrevistas e bastidores das gravações, discografia, fichário de partituras, ambiente web com portal e redes sociais e aplicativos para smartphones e tablets. O lançamento de todos os produtos está previsto para o mês de julho.

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos