Dois dos ex-vocalistas da banda Van Halen anunciaram que, agora que a banda de rock de enorme popularidade se dissolveu, vão fazer uma turnê juntos.

O vocalista original do grupo, David Lee Roth, de 47 anos, e Sammy Hagar, 54 anos, que o substituiu na banda, disseram que vão iniciar em maio uma turnê na qual vão apresentar-se em estádios em diversas cidades dos Estados Unidos.

Fazendo referência ao passado de Hagar como boxeador e ao fato de David Roth ser fã das artes marciais, a turnê foi intitulada “Song for Song: The Heavyweight Champs of Rock And Roll”.

Ela vai juntar dois artistas que, juntos, venderam 70 milhões de álbuns no mundo com o Van Halen, uma das bandas de rock de maior sucesso dos últimos 25 anos. Também foi uma das mais caóticas: ela teve três cantores diferentes ao longo dos anos e passou quase quatro anos sem lançar um álbum novo.

A turnê vai possibilitar que os fãs ouçam clássicos do Van Halen como “Panama”, “Runnin’ with the Devil” e “Why Can’t This Be Love”, embora sem a famosa guitarra do cérebro musical do Van Halen, Eddie Van Halen.

O roqueiro enfrentou uma batalha contra um câncer, mas consta que agora estaria curado.

David Roth ajudou a fundar o Van Halen, em 1974, ao lado dos irmãos holandeses Eddie e Alex Van Halen, este último baterista, e do baixista Michael Anthony.

O sucesso do grupo provocou problemas de ego e, em 1985, Roth deixou a banda para começar uma carreira fracassada como solista. Hagar entrou para o grupo no mesmo ano e o manteve junto.

Mas seu trabalho chegou ao fim em 1996. Hagar alegou que foi despedido por meio de um telefonema da casa de Eddie Van Halen. A banda afirma que foi Hagar quem pediu para sair.

Nessa mesma época, Hagar procurou Roth para propor que fizessem uma turnê juntos, mas a proposta foi rejeitada. Alguns meses atrás, porém, Roth trouxe à idéia à tona outra vez e os dois se reuniram pela primeira vez para discutir os detalhes da colaboração.

Fechar X
Sem mais artigos