Keiji Haino

Inspirado no tema Infinito, a 8ª edição do festival carioca Novas Frequências traz pela primeira vez ao Brasil o japonês Keiji Haino e o alemão Moritz Von Oswald. O austríaco Fennesz se apresenta pela primeira vez no Rio.

Os três gigantes da música experimental encabeçam a 8ª edição do festival carioca, considerado o principal evento sul-americano dedicado à “música exploratória e a vanguarda sonora”.

Sua programação com diversas apresentações inéditas montadas especialmente para o festival: são performances diárias de piano acústico em diálogo com os sons da cidade – da Pedra do Arpoador ao Parque Madureira, do Paço Imperial à Praça Xavier de Brito; uma instalação em formato de paredão de som jamaicano; aulas de hatha yoga sonorizadas ao vivo; uma homenagem à Tropicália em versão experimental; e um misto de show/performance/ instalação com duração de 24 horas.

A 8ª edição do Festival Novas Frequências acontece entre os dias 03 e 09 de dezembro, no Rio de Janeiro. A programação acontece em diversos locais da cidade e reúne 21 atrações de 9 países diferentes em atividades que incluem shows, performances, instalações sonoras, projetos comissionados e site specific, palestras e oficinas.

O Novas Frequências possui formato descentralizado, ou seja, se espalha pela cidade, ocupando-a de formas variadas. Em 2018, 10 espaços recebem sua programação: Oi Futuro Flamengo, Lab Oi Futuro, Teatro XP Investimentos, MAR – Museu de Arte do Rio, Teatro Ipanema, Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto, Cais da Imperatriz, Aparelho, Teatro Odisséia e Manouche.

Em sua 8ª edição, o Novas Frequências traz como tema o “infinito”. Segundo o curador Chico Dub, “o numero 8 é cheio de simbologia: significa Jesus Cristo no Cristianismo, é o número da sorte na China, universalmente considerado o símbolo do equilíbrio cósmico e da justiça”.

Fechar X
Fechar X