Lobão ainda não engoliu a homenagem feita para Cazuza no Rock in Rio. Depois de reclamar no twitter na sexta-feira (13) por Paulo Miklos e Maria Gadú terem cantado no festival a música Vida Louca Vida, de autoria dele e de Bernardo Vilhena, sem citá-los, o músico fez um longo texto com a sua opinião sobre o tributo.

“Não me avisaram de nada, não me convidaram pra essa festa pobre, e, ainda por cima, me executam a canção sem, mais uma vez, mencionarem a verdadeira autoria, deixando de maneira cabotina e delinquente a impressão da música ser do Cazuza”, escreveu em seu tumblr pessoal.

E também sobraram farpas à Maria Gadú que, após ter tomado conhecimento reclamações do músico na sexta-feira, declarou não levar em conta nada o que Lobão fala.

“Em sexto e último lugar,um conselho que eu dou de graça para a Sra. Maria Gadú: não se meta onde não tem a menor autoridade de se meter, recolha-se aos seus topetes mal engendrados e vá tentar fazer alguma coisa que preste ao invés de querer dar pitaco em instâncias que lhe são superiores, em assuntos que não tem sequer idade nem tamanho para atestar qualquer coisa em relação a minha amizade com meu amigo ou com qualquer outro assunto concernente à minha vida, falei?”, o autor de Vida Bandida escreveu na mesma ocasião.

Fechar X
Sem mais artigos