A aventura política do cantor Renner, da dupla Rick & Renner, chegou ao fim. O ídolo sertanejo desistiu nesta sexta (17) de concorrer a uma vaga no Senado por Goiás.

A assessoria do cantor sertanejo disse que ele estava “muito deprimido” e que pulou fora da eleição por considerar que não recebeu a estrutura e apoio prometido pela coligação de seu partido, o PP. Ele também pediu desfiliação do partido.

Renner foi convidado a concorrer pelo governador de Goiás, Alcides Rodrigues (PP). A ideia inicial era que ele se candidatasse a deputado federal, mas o governador o convenceu a disputar o Senado.

O cantor ia mal nas pesquisas. Segundo pesquisa Serpes/O Popular publicada no começo de setembro, ele stava em quarto na disputa, com apenas 4,3%. Em primeiro ficou Demóstenes Torres, do DEM, com 30%. Em segundo, Lúcia Vânia (PSDB), com 22% e em terceiro, Pedro Wilson (PT), com 8,8%.

Renner, por outro lado, era o nome para o Senado com maior índice de rejeição em Goiás: 10,9%, seguido de Pedro Wilson (9,5%), Elias Vaz (7,8%) e Lúcia Vânia (7,5%).

O músico está em São Paulo e deve se pronunciar nesta segunda (20).

Fechar X
Sem mais artigos