Letrux em foto de Antonio Brasiliano

Letrux, Nação Zumbi em show especial com BNegão, Barão Vermelho, Matanza, CPM 22, Krisiun, Plebe Rude, Cordel do Fogo Encantado e Francisco El Hombre estão entre as bandas da 21ª edição do festival Porão do Rock, que comemora seus 20 anos e será realizada em 29 e 30 de setembro, no estacionamento do Estádio Nacional Mané Garrincha.

Os ingressos estão à venda no site Sympla (www.sympla.com.br) e custam R$ 20 (por dia) para todos que doarem um 1kg de alimento não perecível, que serão entregues ao programa Mesa Brasil, do Sesc.

Quem for de bicicleta para o Porão tem desconto e paga R$ 15 na bilheteria. Também estão disponíveis para compra duas modalidades de combo: o primeiro inclui ingressos e pulseira de acesso ao camarote para os dois dias de festival, camiseta e copo oficiais do evento; e o segundo vem com ingressos e pulseira de acesso ao camarote para os dois dias, camiseta oficial e o livro Histórias do Porão.

Nós conversamos com Letrux, artista carioca de 36 anos que se tornou ícone da nova música brasileira e passa por excelente momento:

O que representa para você ser reconhecida em Brasília, sente energias diferentes na cidade?
Letrux – Adoro Brasília, sinto que as pessoas são bem astrais pra compensar a concentração de gente estranha que ronda o Congresso. Já fui pra Chapada dos Veadeiros duas vezes, foram viagens muito importantes pra minha vida. Tenho amigos em Brasília, família também, sempre que vou é bacana, e o público é bem quente e próximo.

Como é pra você ser uma referência para meninas que estão surgindo?
Letrux – Me sinto honrada e ao mesmo tempo encabulada, pois não me vejo tão assim referência, ainda estou subindo minha montanha, mas se o pouco que já subi inspira meninas mais novas, fico feliz, claro. Não é fácil ser mulher nos tempos que correm, embora estejamos lutando por melhorias, ainda somos cercadas de medo e proibições, então é admirável perceber que a arte tem um papel de libertação, de questionamento, de catarse, muito forte para uma menina, uma mulher.

Você concorda que o rock não morreu, ele apenas mudou de gênero?
Letrux – Nada morre e tudo morre. São ciclos. E que bom. Tivemos um ciclo de rock bem masculino e que alegria agora mais mulheres fazendo rock, minha escola é absolutamente rock n roll. Mudou minha vida. A primeira vez que ouvi Janis Joplin, tudo acabou ali e tudo começou ali. O disco pode não ser tão rock, mas quando subo no palco, me nutro de rock para estar ali e fazer acontecer o show.

O que está rolando de mais interessante na música hoje na sua opinião?
Letrux – A enxurrada de mulheres compositoras, instrumentistas maravilhosas: Mia Beraldo, Bel Baroni, Ana Frango Elétrico, Julia Branco, Luiza Brina, Mari Romano,

Que característica crê que seja mais marcante na sua geração?
Letrux – Sou de 82, não sou nova, mas ainda não tenho 40. Minha geração é marcada pela dúvida: sigo meu sonho de ser artista ou faço concurso público? Oscilamos muito entre a segurança do salário fixo com plano de saúde com realizar sonhos artísticos. Uma saga.

Quais são suas referências estéticas?
Letrux – Tenho fases. Ando amando a cantora italiana Mina, tô fissurada nela.

Quais são seus valores essenciais?
Letrux – Admiro pessoas empenhadas em algum tipo de transformação. Gosto da bondade, da caridade, da generosidade.

Programação Porão do Rock 2018:

29 de setembro

Palco Budweiser:

Ursa (DF)

Drenna (RJ)

Monstros do Ula Ula (RJ)

Froid (DF)

O Tarot (DF)

Braza (RJ)

CPM 22 (SP)

Palco Claro:

Matamoros (DF)

Clausem Vitrola Sound (DF)

Deb & The Mentals (SP)

Orquestra Brasileira de Música Jamaicana – OBMJ (SP)

Pavilhão 9 (SP)

Nuggetz (DF)

Nação Zumbi & Bnegão (PE/RJ)

Palco Pílulas:

Desonra (DF)

Seconds of Noise (DF)

Deaf Kids (RJ)

La Raza (SP)

Bruto (DF)

Cadibode (DF)

Pense (MG)

Agressivo Pau Pôdi (DF)

Project 46 (SP)

Gangrena Gasosa (RJ)

Deceivers (DF)

Krisiun (RS)

30 de setembro

Palco Budweiser:

Ellefante (DF)

Centropia (DF)

Lupa (DF)

Cordel do Fogo Encantado (PE)

Letrux (RJ)

Matanza (RJ)

Palco Claro:

O Plantae (DF)

Molho Negro (PA)

Francisco El Hombre (SP)

Plebe Rude (DF)

Barão Vermelho (DF)

Palco Pílulas:

Never Look Back (DF)

Damn Youth (CE)

PUS (DF)

Fallen Angel (DF)

Totem (DF)

Devotos (PE)

Device (DF)

DFC (DF)

Korzus (SP)

Fechar X
Fechar X