‘Be Here Now’ (1997), o terceiro álbum de estúdio do Oasis, é o pai de clássicos como ‘Don’t Go Away’ e ‘Stand By Me’. Difícil esquecer de sua capa majestosa, em que um Rolls Royce branco aparece afundado na piscina de uma vistosa mansão enquanto os integrantes da banda inglesa posam plenos no jardim. Pois este ícone da carreira do grupo teve um preço: £100 mil.

Sim, a gravadora desembolsou cerca de R$ 550 mil para a realização da capa de ‘Be Here Now’, contou o fotógrafo Michael Spencer Jones, o responsável pelo trabalho, ao jornal Metro UK. Ele trabalhou com os irmãos Gallagher entre 1993 e 1998, produzindo as capas dos primeiros álbuns.

“Foi bom, um dia longo. É uma das minhas capas favoritas”, afirmou Jones ao veículo, acrescentando que foi um ensaio caríssimo. “Grandes gravadoras normalmente não gastam essa quantia para realizar uma foto. Não é algo comum”, explicou, “você não gasta tudo isso gravando um álbum inteiro”.

A famosa capa, segundo Jones, prestou homenagem a Keith Moon, baterista do The Who que supostamente teria jogado um carro na piscina do hotel durante a comemoração de seu 21º aniversário. “Um pouco do surrealismo rock’n roll, eu suponho”, disse o fotógrafo.

Para comemorar o aniversário de 25 anos do disco ‘Definitely, Maybe’, Londres recebe a exposição ‘Masterplan’, que conta com fotos inéditas da banda e ficará aberta até o diz 12 de Janeiro, na galeria h Club.

Fechar X
Sem mais artigos