(Foto: reprodução/ Facebook) Paula Fernandes

“Essa invasão das mulheres no sertanejo é merecida. Já estava passando da hora de acontecer”, diz Paula Fernandes sobre a onda do feminejo em exclusiva ao Virgula. “Quando comecei só existia duplas de homens e eu já vinha percebendo as meninas se encorajando, pensando: ‘Puxa, se a Paula consegue, nós também conseguimos’. Então, da mesma forma que um dia eu me inspirei na Sula e Roberta Miranda, e nas irmãs Galvão, me sinto orgulhosa de ser inspiração e referência para as artistas do feminejo”, complementa.

Paula lançou na última sexta, 18, a música e clipe Beijo Bom, composta pela cantora em parceria com Bruno Caliman e Rafael Torres. “Compor em parceria é uma novidade pra mim, porque 98% do que já gravei fui eu que compus. O Bruno e o Rafa me mandaram a música e me apaixonei na hora, só que senti que faltava um toque meu nela. Estava muito masculina. Mexi em uns versos e deixei a canção mais feminina, com a minha cara. Esse equilíbrio funcionou bem”, conta.

Falando em parcerias, durante seus 25 anos de carreira Paula Fernandes já dividiu o microfone com grandes nomes do sertanejo e do pop nacional e internacional, como Dominguinhos, Shania Twain e Taylor Swift. E a ideia de juntar forças não para por aí. “Nesse momento seria bem interessante fazer parcerias, tanto com as cantoras do feminejo, quanto com os mais jovens como Tiago Iorc e Anavitória que eu adoro. Seria ótimo fazer um dueto com eles”, finaliza ela.

Confira Beijo Bom:

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos