Fechar X

Uma das principais atrações turísticas de Memphis, no Tennessee, além de um dos mais preservados acervos da música mundial, a casa de Elvis Presley em Graceland, é fruto de uma longa luta de sua ex-mulher, Priscilla. 

”Eu queria fazer a coisa certa, sabendo que era o desejo de Elvis e o quanto ele amava Graceland. Advogados e investidores queriam vender tudo como se pertencesse a alguém que seria esquecido em alguns meses. Mas eu não vi dessa forma. Tive que me impor”, declarou em entrevista à revista Hello!. 

Priscilla revelou que logo após a morte de Elvis, que aconteceu em 1977, muita gente estava de olho no lucros que a casa poderia render. ”Eles queriam que eu vendesse Graceland, e me livrasse de todos os pertences e artefatos, mas eu disse: ‘não, nem pensar. Isso é o seu legado’. Ele nos deu muito para deixar algo como isso acontecer. Era como se sua voz estivesse guiando minhas decisões”, relembrou.

Aos 67 anos, Priscilla diz que a mansão é uma ótima forma de aproximar seus netos ao famoso avô: ”Quando vamos à Graceland, vemos as fotos e contamos as histórias da vida dele. Se eles escutam música, dissemos: ‘Esse é o seu avô cantando”’, disse.

Fechar X
Sem mais artigos