Fechar X

Surge mais um escândalo para atormentar a paz de uma das famílias mais famosas do mundo. Matt Fiddes, ex-guarda-costas de Michael Jackson, está movendo uma ação na justiça norte-americana para reivindicar a paternidade de Prince Michael II, também conhecido como Blanket, de dez anos.

O funcionário alega que fez uma doação de esperma para o cantor em 2002, após ele dizer que queria ter um filho “atlético”. Segundo informações do jornal britânico The Sun, Michael ofereceu dinheiro em troca da doação, mas Matt recusou a oferta e fez a doação por vontade própria.

Ainda segundo o tabloide, o próprio Michael Jackson teria dito ao seu funcionário que Blanket é seu filho biológico. “Um dia eu perguntei para ele: ‘Blanket é meu filho? ’ e ele me respondeu: ‘Não, ele é meu filho. Mas eu usei o seu esperma’.”  

Fiddes resolveu acionar a justiça após tentar inúmeras vezes entrar em contato com os advogados da família Jackson e não obteve retorno. Katherine, avó do garoto, disse ao The Sun que mais uma vez sua família é vítima de pessoas mal intencionadas e que desejam extorquir seu dinheiro.

“Ele é a minha cara. Todos sabem disso. Eu não quero dinheiro, só quero ter acesso ao meu filho. Minha mãe está morrendo de câncer, e quero que ela tenha o direito de ver seu neto. Vou fornecer uma amostra do meu DNA para realizar o exame”, finalizou o segurança.

O cantor Michael Jackson faleceu em 25 de junho de 2009, vítima de uma overdose causada por uso excessivo de anestésicos.

Fechar X
Sem mais artigos