Dia1_PalcoMundo_IveteSangalo_ArielMartini_Ihateflash_0060

(Foto: I Hate Flash/ divulgação)

Mesmo com o Maroon 5 fazendo um show ‘tapa-buraco’ impecável e incrivelmente bom (a banda de Adam Levine foi escalada para substituir Lady Gaga, que cancelou a apresentação por motivo de saúde), o Pet Shop Boys trazendo a nostalgia da dance music pop oitentista e temas de novelas globais de volta, e os meninos do 5 Seconds of Summer fazendo as adolescentes gritarem sem parar, o primeiro dia do Rock In Rio, que rolou nesta sexta, 15, foi delas e somente delas: das mulheres.

A primeira pessoa a pisar no Palco Mundo para fazer a abertura do festival foi uma das brasileiras mais poderosas, a supermodelo internacional Gisele Bündchen, que fez um discurso emocionante em pró da Amazônia (ela até chorou – e quem não choraria com a situação em que a floresta, o ‘pulmão do mundo’, se encontra, tendo partes vendidas a estrangeiros para desmate). A segunda pessoa que pisou no palco também foi uma das mulheres mais talentosas do país, a cantora Ivete Sangalo, que abraçada com Gisele, cantou Imagine, de John Lennon. Um momento histórico.

Ivete voltou ao palco horas depois para fazer um dos shows mais dançantes do dia com os hits carnavalescos Festa, O Farol, Abalou, Arerê e muitos outros. Veveta, grávida de gêmeos e com a barriga aparente não parou um segundo: dançou, rebolou, subiu e desceu escadas. A cantora também homenageou Cazuza, Daniela Mercury, Claudia Leitte e a dona da festa que ‘deu o cano’ nos Little Monsters, Lady Gaga. “Vamos emitir boas energias à ela para que melhore e volte logo para cantar ‘Ro mah ro-mah-mah, Gaga ooh-la-la! Want your bad romance’, disse a Musa do Axé.

dia1_mundo_ivete_fernandoschlaepfer_ihateflash_005

(Foto: I Hate Flash/ divulgação) Ivete Sangalo

Outra apresentação que deu o que falar na nova Cidade do Rock foi a de Céu convida Boogarins, no Palco Sunset. O som da paulistana, que vai da MPB ao jazz, do samba ao R&B, casou perfeitamente com a psicodelia indie dos rapazes de Goiânia. Não teve quem não ficou impressionado com tamanha interação entre os artistas. Boa parte do público saiu do show querendo mais, ou seja, torcendo para que essa parceria renda outros frutos. Pensou em um álbum e turnê conjunta?

Vale ressaltar que Céu está no melhor momento de sua carreira. Lançou o disco super elogiado Tropix, em 2016, fez um dos melhores shows do Lollapalooza 2017, chamando a atenção do pai do festival, Perry Farrell, e participou do projeto Nivea Jorge Ben Jor, ao lado de Skank e do próprio Jorge Ben. E sabe o que é o melhor? Temos certeza que isso é só o começo. Para ela, o céu é o limite.

Dia1_PalcoSunset_Ceu_ArielMartini_Ihateflash_8260

(Foto: I Hate Flash/ divulgação) Céu e Boogarins

Já que o dia foi dominado por mulheres superpoderosas, não poderia faltar a garota sangue bom Fernanda Abreu, que convidou a Focus Cia de Dança e Dream Team do Passinho para animar ainda mais o público do Palco Sunset com seu suingue. O repertório foi calcado em seu mais recente álbum, Amor Geral, mas a carioca não deixou os maiores hits da carreira de fora e elevou o clima de Rio 40 Graus para 50 graus quando os tocou. Mais um mulherão que brilhou muito.

dia01_sunset_Fernandaabreuconvida_paixao_ihateflash_015

(Foto: I Hate Flash/ divulgação) Fernanda Abreu

Agora, o que a televisão não mostrou foi a destruição (no bom sentido da palavra) – ou lacração, se preferir – de Pabllo Vittar, que se apresentou na Arena Itaú. A drag queen fez um pocket show surpresa divulgado horas antes de sua apresentação e angariou quase TODO o público do festival para o pequeno palco, suprindo a necessidade dos fãs de Lady Gaga em ver uma diva pop de perto e de se jogar em grandes hits do momento.

Óbvio que Vittar cantou a bombástica Sua Cara, música do Major Lazer que também tem Anitta participando, e foi um dos momentos mais emocionantes do dia, com todo mundo fazendo um coro altíssimo. De arrepiar. Até o perfil do Major Lazer no Instagram postou a cena impressionante. Tombou tudo!

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos