Algumas frases são bastante comuns em um relacionamento: “eu sinto muito, mas…”, “você sempre faz isso”. Porém, por mais inofensivas que pareçam, especialistas advertem que elas podem minar uma relação: ao invés de criar empatia, apenas desencadeiam mecanismos de defesa.

Uma crítica disfarçada de piada ou palavras severas soltas durante a discussão podem ser “muito prejudiciais para construir uma conexão”, alerta a terapeuta de família e casamentos Katie Ziskind ao Bustle. O site conversou com especialistas e elencou as principais frases que podem prejudicar o relacionamento:

1) “Por que você…?”
O psicólogo Paul DePompo explica que “em relacionamentos, os ‘por quês’ são, na verdade, críticas disfarçadas”. No lugar de “por que você fez isso?”, ele sugere compartilhar como você se sente primeiro e dar uma chance para o parceiro se explicar.

2) “Você deveria…”
Pessoas, geralmente, não gostam que lhes digam o que fazer. DePompo afirma que a longo prazo, a frase pode fazer com que o seu parceiro se sinta pouco apreciado, com a sensação de que não faz o bastante.

3) “Você nunca…” ou “você sempre…”
Essas sentenças podem elevar uma simples reclamação a um nível de crítica pessoal. Como a PhD e psicóloga Heather Z. Lyons explica ao Bustle, quando alguém se sente criticado e pouco apreciado, a tendência é se fechar. A chave é mudar a forma como os sentimentos são expressos: o “você nunca me escuta” pode ser substituído por “é difícil saber que está me ouvindo quando você não olha para mim enquanto falo”, exemplifica a profissional.

4) “Tanto faz”
Resposta bem comum na hora de fazer escolhas, a coach de relacionamentos Tiya Cunningham-Sumter alerta que a frase pode “soar como se você não se importasse o bastante para participar do diálogo”, fazendo com que o outro se sinta ignorado.

5) “Sinto muito, mas…”
Essa é a pior forma de começar uma desculpa, de acordo com o especialista em relacionamentos Steve Phillips-Waller. A frase dá a entender que o outro parceiro também é culpado pela situação.

6) “Calma”
O intuito é acalmar uma discussão, mas o efeito normalmente é o oposto. “Essa palavra pode invalidar o que o outro está sentindo” ao dar a impressão de que está reagindo de forma desproporcional, explica a terapeuta Madison McCullough. A saída é esquecer o termo e trabalhar para realmente escutar o parceiro.

7) “Talvez a gente deva se separar”
Muitas pessoas ameaçam se separar como “uma estratégia de negociação para conseguir o que querem”, alerta a especialista em relacionamentos Tracee Dunblazier. A não ser que você realmente queira isso, “é apenas um tipo de bullying”.

Fechar X
Fechar X