Quem é mulher, sabe: tem dias em que as cólicas menstruais batem tão forte na gente que a simples missão de levantar da cama e escovar os dentes parece impossível. A saída é tentar a sorte com algum remédio ou bolsa de água quente e esperar, pacientemente, até que o monstrinho que fica dentro da barriga pare de se contorcer e causar tanto incômodo. Essa brincadeira pode levar horas, tá? E é justamente nesse contexto que aparece Livia, um dispositivo que promete “desligar” – literalmente – as cólicas da menstruação. Será que é um milagre? Estamos sonhando? Calma, que a gente explica melhor.

O fim das cólicas está apenas a alguns pulsos elétricos de você

Livia é um dispositivo eletrônico livre de substâncias químicas, ativado apenas pelo toque. O lance é que ele estimula os nervos da região abdominal, bloqueando a passagem dos estímulos de dor que são recebidos pelo cérebro. Com esse bloqueio, a cólica desaparece que nem mágica, imediatamente – ao contrário dos medicamentos tradicionais que demoram um pouco para surtir efeito, transformando o período menstrual em uma torturinha nada tranquila.

Aparelho promete o fim das cólicas sem remédio ou água quente

Divulgação Aparelho promete o fim das cólicas sem remédio ou água quente

De acordo com as instruções do fabricante, basta colocar os eletrodos de Livia no ponto da dor e ativar o dispositivo, que começa a transmitir pulsos elétricos para os nervos da região, mantendo-os ocupados demais para repassar a informação da dor. Médicos e pesquisadores chamam essa tática de “Teoria do Portão da Dor”, uma alternativa mais eficaz para combater efetivamente a cólica, e não apenas atenuá-la.

Por enquanto, o preço de Livia ainda é salgado: US$ 149 dólares, na lata. O dispositivo ainda segue em testes, com lançamento oficial marcado para outubro deste ano. Alguns usuários que testaram  o produto em sua fase beta afirmaram que as cólicas realmente foram bloqueadas, além de terem elogiado o design discreto e funcional do aparelhinho. Agora é só torcer para lançar por aqui também, né?

Fechar X
Sem mais artigos