Nos anos 1990, um homem foi baleado e o projétil ficou alojado na bexiga. Na época, os médicos decidiram que não iriam operar, pois não corria nenhum risco de saúde.

No entanto, 18 anos depois, ele não aguentava mais sofrer com dores ao urinar e ejacular. Durante cirurgia, os médicos descobriram que uma pedra se formou ao redor do projétil do norte-americano de 42 anos, por isso a dor.

A pedra e alguns restos da bala foram quebrados com laser e expilados pela uretra. Outra parte da bala de 30x25mm foi retirada por uma incisão abaixo do umbigo, segundo o jornal científico Urology Case Reports.

Jovem cria presente incrível para namorada com transtorno de ansiedade:

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos