A ideia de cortar a língua ao meio parece, no mínimo, dolorosa para muita gente. Menos para quem decidiu aderir ao ‘tongue-splitting’ (cortar a língua, em português).

Médicos e dentistas se preocupam com o crescimento da tendência de cortar a língua ao meio e alertam os pacientes. Somente no Instagram, as hashtags #tonguesplit e #tonguesplitting somam mais de 30 mil posts.

Pesquisadores da Royal College of Surgeons, no Reino Unido, disseram ao site Mirror que o procedimento pode causar hemorragia, infecção e danos permanentes a nervos, além de aumentar as dificuldades para respirar e mastigar.

“Pedimos que as pessoas não tentem fazer este tipo de procedimentos, especialmente por conta própria ou sem atendimento profissional adequado, porque os danos podem ser irreversíveis”, disse Selina Master.

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos