Dona Geralda não tá com nada ~ de sorte. Já tem mais de 30 dias que a mineira de 63 anos só come arroz, feijão, ovo, goiabada e leite, e já teve a felicidade de ter um pouquinho de moela e fígado para variar o cardápio, mesmo que muita gente duvide que comer vísceras possa dar algum prazer.

A vovó do BBB 16 tem se dado mal na Prova da Comida, que acontece todos os domingos no reality, e, como castigo, segue firme no grupo `Tá com Nada’ desde o início do programa.

Outros brothers que já estiveram por menos tempo na mesma situação, como Adélia e Renan, choraram e até inventaram combinações malucas com o menu, e é claro que esses momentos não passaram em branco pelo público:

No BBB 15, o campeão Cézar passou metade do jogo com a mesma restrição alimentar da “vóvs” e engordou cerca de 4 quilos. E se Dona Geralda for mais azarada do que Cézar? Será que a dieta forçada pode causar algum prejuízo em longo prazo, além de prisão de ventre?

De acordo com a nutricionista Lara Nesteruk, se um balanço adequado desses ingredientes não for feito, o ganho de peso será quase certo: “Se houver um consumo diário e muito frequente de arroz branco e goiabada, por exemplo, as chances de engordar e desenvolver uns pneuzinhos aumentam, fora o risco de desenvolver resistência à insulina, que pode desencadear alterações metabólicas e levar a um quadro de diabetes”, alerta Lara.

                                                                                            (avlxyz / Emily Barney/ Visual Hunt)

A nutricionista também explica que, de modo geral, a ingestão excessiva de alimentos ricos em carboidratos pode causar esses riscos, e o abuso dos amidos e açúcares não é recomendado nem para indivíduos extremamente ativos fisicamente.

Ovos e feijão estão liberados?

                                                                                  (Japanexperterna.se / Jeffreyw / Visual Hunt)

De acordo com Lara Nesteruk, os integrantes do BBB não devem se preocupar com tudo de ruim que já foi dito sobre o ovo: “Trata-se de um superalimento que ocupa a posição de segundo mais completo do mundo (perdendo apenas para o leite materno). Diferente do que acredita o senso comum, o ovo não está envolvido com aumento de colesterol ruim e nunca foi vilão. Ele é uma fonte excelente de proteínas, gordura boa, vitaminas do complexo B, e contém vitaminas A, E e D. Quanto aos minerais, o ovo apresenta ácido fólico, zinco, magnésio e selênio em sua composição”.

E o feijão? A nutricionista conta que a leguminosa é rica em ferro, magnésio, proteínas vegetais e apresenta aproximadamente 10g de fibra em cada concha, e sugere que, dentro de um cardápio tão restrito, os brothers do `Tá com Nada` deveriam apostar mais na dupla proteica ovo e feijão como forma de contrabalancear o excesso de carboidratos da combinação arroz e goiabada.

Leite com moderação

(VisualHunt.com)

Lara Nesteruk explica que, embora apresente mais carboidratos do que proteínas, o leite contribui com parte da ingestão proteica necessária dentro do programa, mas o consumo da bebida é indicado apenas para quem não apresenta nenhum nível de intolerância.

 

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos