Uma bebê batizada de Itzmara nasceu após sua mãe passar por uma cesárea. Até aí, tudo bem. No entanto, no dia seguinte, a recém-nascida teve que também ser submetida a uma espécie de cesárea de emergência. Isso porque ela absorveu seu irmão no abdômen e estava “grávida”.

A condição raríssima acontece quando um feto com má formação é encontrado no corpo de seu irmão gêmeo. O diagnóstico acontece em, média, uma vez a cada 500 mil partos. Em muitos casos, a condição leva anos para se desenvolver, ser descoberta e tratada.

A mãe de Itzmara descobriu a condição no sétimo mês de gestação em março passado e, logo em seguida, deu à luz. Segundo o site Insider, o abdômen da recém-nascida foi aberto e retirado o cisto, que havia se alojado entre o rim e os ossos pélvicos e crescia por meio de outro cordão umbilical.

Clara Maria completa 1 mês de vida:

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos