A organização sem fins lucrativos Pearl’s Memory Babies está distribuindo centenas de bonecas para pacientes com Alzheimer e demência que vivem em casas de repouso nos Estados Unidos. Segundo a fundadora da ONG, Sandy Cambron, o brinquedo é usado como forma de terapia para reduzir a ansiedade e melhorar as habilidades de comunicação dos pacientes.

Ela começou a instituição após ver os efeitos positivos da presença da boneca na vida de sua sogra. “Ela voltou a conversar novamente para falar com a boneca e sempre a carregava para todos os lugares. É uma ideia simples e que funciona”, argumentou.

Segundo especialistas, as bonecas podem ajudar a trazer sentimentos bons relacionados à memórias que foram perdidas. Ruth Drew, diretora da Associação de Alzheimer dos Estados Unidos, disse que as evidências sugerem que as bonecas acalmam as pessoas em episódios de agitação, melhoram o humor, aumentam a interação social e incluem a sensação de ter uma companhia.

No entanto, não há pesquisas que comprovem a eficiência do método e alguns médicos são contrários e afirmam que, por outro lado, o contato com a boneca pode acelerar o processo de infantilização destes pacientes. “Eles são adultos e nós queremos tratá-los como adultos. São pessoas bem-educadas e queremos que mantenham a dignidade”, disse Stephanie Zeverino, coordenadora de casa de repouso no Texas, que não acolheu a iniciativa.

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos