O tratamento não é doloroso e pacientes sentem apenas um formigamento

Um grupo de cientistas descobriu que usar corrente elétrica nas partes íntimas de pacientes com disfunção erétil pode ajudar a combater o problema. Segundo testes feitos na Universidade Federal de Saúde e Ciências de Porto Alegre, homens conseguiram retornar à vida sexual após poucas sessões do tratamento. As informações foram publicadas no Daily Mail.

Um grupo de pesquisadores da universidade recrutou 22 homens entre 40 e 65 anos, com problemas severos de ereção. Onze deles passaram pelas sessões de choque nas partes íntimas e obtiveram os seguintes resultados: dois recuperaram a capacidade completa de ereção, cinco tiveram melhoras significativas e três deles não apresentaram alterações.

O tratamento envolve dois eletrodos que são colocados no pênis do paciente e sequências de cargas elétricas baixas. O tratamento não é doloroso e pacientes sentem apenas um formigamento na região.

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos