A australiana Lauren Cotter descobriu na adolescência ter útero didelfo, uma condição que fazia com que ela tivesse duas vaginas, dois úteros e dois colos de útero. Anos mais tarde, ela fez uma cirurgia para remover a pele que separava as duas vaginas.

Mas, devido à malformação, as chances dela engravidar e ter bebês saudáveis eram muito pequenas. No entanto, em caso raro, Lauren surpreendeu e deu à luz quatro filhos.

A primeira foi Amelie, hoje com 5 anos, Harvey, de 3, e, recentemente, as gêmeas Maya e Evie, de 1 ano. Apesar de ter dois úteros, as gêmeas foram geradas apenas em um. “Como eu poderia carregar dois bebês em um espaço que nem era suficiente para um? Meu caso é realmente muito raro”, escreveu nas redes sociais.

A beleza do corpo feminino no pós-parto:

Fechar X
Sem mais artigos