respirar

Crédito: Reprodução/ Pinterest

Você pensou durante a correria do seu cotidiano que talvez precise parar alguns minutinhos para respirar? Segundo dados do Ambulatório de Ansiedade do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo, 25% da população tem, teve ou terá o transtorno de ansiedade, na proporção de três mulheres para um homem.

Os especialistas afirmam que somente os bebês realizam o processo de respiração de forma correta. De acordo com a psicoterapeuta Socorro Leite, o que pode ajudar é o exercício de respiração que reduz o nível de ansiedade.

“Respirar é algo tão automático na nossa existência, que poucos imaginam o quanto este ato tão simples está relacionado à ansiedade”, explica.

“No instante em que você respira de forma adequada repetindo seu nome mentalmente, os pensamentos são eliminados com o ar expirado e você libera a tensão, o estresse, diminui a ansiedade, reduz a pressão arterial e a freqüência cardíaca elevada e fica relaxado. Esse novo ar que você inspira auxilia na percepção das coisas, na clareza da mente e no autoconhecimento, a pessoa fica mais tranqüila e, conseqüentemente, mais serena e focada no aqui e agora”, ressalta.

A ansiedade vem-se configurando como um dos grandes problemas de nossos tempos e está diretamente vinculada à forma como interpretamos as situações da vida. Diariamente somos bombardeados com imagens, sons e emoções que deixam o nosso sistema nervoso em marcha acelerada.

Por isso, para controlar a ansiedade é preciso reaprender a respirar e o primeiro passo é abandonar de vez o mau hábito de respirar pela boca.

Fechar X
Sem mais artigos