‘Doente terminal’ se recupera

Diagnosticada com câncer de pulmão terminal com “muito pouco” tempo de vida, uma inglesa vendeu seus bens mais valiosos para pagar por seu funeral. Mas o diagnóstico acabou por ser incorreto.

Quando Julie Shann, de 55 anos, começou a planejar seu próprio funeral, ela vendeu heranças de família e preciosas antiguidades para pagar os custos.

Um mês depois, especialistas disseram que ela nunca teve a doença devastadora e seu médico não estava qualificado para lhe dar o diagnóstico.

Fechar X
Sem mais artigos