Divulgação/Urology Case Reports

Um homem de 22 anos da Arábia Saudita passou quatro anos com uma pinça de oito centímetros inserida na uretra. Ele negou aos médicos ter sentido qualquer desconforto ao urinar, episódios de febres ou calafrios durante este tempo.

O caso foi reportado no ‘Urology Case Reports’. De acordo com os especialistas, o paciente, que teve a identidade preservada, possuía um histórico de inserir objetos de metal na uretra. Os médicos não revelaram o motivo específico, contudo, explicaram que uma das causas mais comuns é obter prazer sexual.

Este fetiche é conhecido como ‘sounding’, um tipo de tortura peniana na qual a pessoa insere objetos de metal na uretra para obter dor e prazer. De acordo com os médicos, em muitos casos os pacientes se sentem envergonhados com este comportamento e demoram para procurar ajuda quando algo dá errado.

Especialistas relatam já terem retirado objetos como anzóis, grampos de cabelo, parafusos e pedaços de cabos telefônicos do trato urinário de outros pacientes.

No caso reportado pela ‘Urology Case Reports’, os médicos anestesiaram o local e aplicaram pressão nas laterais do pênis para manter a pinça fechada. Com a ajuda de outras ferramentas, a pinça fechada foi puxada para o exterior.

O homem de 22 anos se recusou a passar por uma avaliação psiquiátrica e foi liberado após o procedimento.

Fechar X
Sem mais artigos