A australiana Lilian Paul sofreu sérias queimaduras ao aplicar laser no rosto para remoção de pelos. Ela disse ao site The Sun que a sessão “doeu absurdamente” e que teve que ir ao hospital por conta da dor nas horas seguintes .

As queimaduras foram tão graves que exigiram meses de tratamento. “Eu ia ao hospital remover pele do meu rosto duas vezes por semana”, contou. Por causa da dor e dos cuidados, ela teve que sair do trabalho e ficar dois meses em casa para evitar qualquer tipo de contato com o sol.

A jovem ainda não está totalmente recuperada. “Não me sinto confortável para exibir as cicatrizes e só saio de casa com muita maquiagem para cobrir todas as marcas”. A clínica responsável pelo procedimento com o laser lhe compensou financeiramente, mas não se responsabilizou pelas queimaduras.

Fechar X
Fechar X