A Duquesa de Cambridge está vivendo dias de jornalista. Kate Middleton vai assinar alguns artigos para o site inglês The Huffington Post e o primeiro deles foi publicado nesta quarta-feira (17).  No texto, a esposa do príncipe William abre discussão sobre crianças com doenças psiquiátricas e instabilidade emocional.

Desde que assumiu sua posição na família real britânica, Kate trabalha no projeto Young Minds Matter (Mentes Infantis Importam, em português) que discute com pais, professores e profissionais da saúde os cuidados que crianças vulneráveis devem receber. O assunto de saúde público será o tema dos próximos artigos da Duquesa que irá discutir soluções para o estigma e preconceito que pacientes com distúrbios psicológicos enfrentam no Reino Unido.

“Está claro que doenças mentais ainda são um tabu e muitos adultos têm medo de pedir ajuda para seus filhos. Mas é hora disso mudar. A saúde emocional de nossas crianças precisa ser vista como uma parte importante da saúde física delas”, escreveu a Duquesa.

familia real                                                                                                            Kensington Palace / Divulgação

Em primeira pessoa, Kate comentou ainda o que faria caso seus filhos, George e Charlotte, precisassem de ajuda. “William e eu não hesitaríamos em pedir ajuda caso nossos filhos precisem. Tentamos encorajar George e Charlotte a falarem sobre seus sentimentos e damos ferramentas para terem sensibilidade para lidarem com as pessoas próximas e os amigos quando ficarem mais velhos”, disse. E completou: “sabemos que não é vergonha nenhuma ter uma criança que luta contra suas emoções ou tem algum transtorno psicológico”.

O tom pessoal do texto de Kate Middleton chamou a atenção da mídia já que, apesar de ser exaustivamente fotografada, raramente a família real fala de sua vida particular dentro dos portões dos palácios.

Fechar X
Sem mais artigos