Mais de quatro mil pessoas foram até a cidade de Worcester, na Inglaterra, no último domingo (3), com a intenção de ajudar o pequeno Oscar Saxelby-Lee, de cinco anos.

O menino foi levado ao pediatra em consulta de rotina por causa de muitos roxos que nunca sumiam. Dias depois, foi descoberto um raro e agressivo tipo de leucemia. Os médicos deram três meses para que um doador fosse encontrado.

Oscar está internado há um mês fazendo tratamento com quimioterapia e transfusões de sangue. Como nenhum familiar foi compatível para fazer a doação de células-tronco, Olivia, a mãe de Oscar, decidiu ir às redes sociais pedir ajuda.

O apelo deu certo e mais de quatro mil pessoas foram até a cidade para doarem sangue. Entre elas, 2.200 tiveram as células também testadas. Segundo o site inglês Metro, voluntários organizaram os visitantes em duas escolas da cidade para preenchimento dos formulários e testes.

Fechar X
Sem mais artigos