Neste 06 de setembro é comemorado o Dia de Sexo. Para marcar a data, a escola Prazerela, um espaço para empoderar mulheres de seus prazeres, lançou uma pesquisa sobre a relação feminina com a sexualidade.

Mais de 1,3 mil mulheres, de 18 a 60 anos e de todo o Brasil, responderam às questões. Entre elas, 87% disseram ser monogâmicas, 76% heterossexuais e 33% estão solteiras. Perguntadas sobre a forma que mais sentem prazer, apenas 16% disseram que têm orgasmo com penetração, enquanto mais de 60% têm prazer com a estimulação externa. Destes, 19% disseram sentir prazer quando se masturbam, 27% quando recebem sexo oral, 22% quando são tocadas no clitóris e 10% quando a vulva é estimulada. Estes números reforçam a nossa cultura falocêntrica, de que a penetração é vista como regra para sexo satisfatório.

Perguntadas sobre o orgasmo durante a masturbação, 74% das entrevistadas têm sempre prazer quando se masturbam, 18% eventualmente e 8% nunca. Enquanto apenas 36% disseram experimentar orgasmos frequentes nas relações sexuais. Sobre libido, 59% delas disseram que sentem que o parceiro tem mais desejo sexual que elas.

A pesquisa concluiu ainda que apenas 43% das mulheres entrevistadas conversam abertamente sobre sexo com seus parceiros ou parceiras. Do total, 65% confirmaram já terem sofrido algum tipo de abuso. Desses, 25% foram abusos sexuais e 36% psicológicos.

 

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos