Uma menina mexicana de um ano e meio morreu no mês passado, nos Estados Unidos, após ser levada junto com a mãe, de 20 anos, para centros de imigrantes, no Texas.

Segundo o site americano Insider, Mariee Juárez teve problemas respiratórios e tosse poucos dias após chegar ao abrigo. Ela perdeu muito peso, recebeu medicamentos, mas não se recuperou totalmente. Cerca de 10 dias depois, mãe e filha foram liberadas e viajaram até New Jersey, onde mora a avó da criança.

No dia seguinte, a menina foi novamente internada em coma induzido e, mais tarde, transferida para um hospital infantil na Philadelphia. Seis semanas depois, a mãe teve que decidir se desligava os aparelhos que mantinham a criança viva.

De acordo com a Vice, Mariee morreu de penumonia. A mãe e advogados acusam o governo americano de maus tratos por colocá-las em ambiente inóspito e também por negligência médica e atendimento inadequado e insuficiente quando a menina ficou doente ainda no abrigo.

Fechar X