Nos últimos cinco anos, uma paciente de 47 anos tem procurado ajuda para tratar as dores que sente nas costas, braços, pernas e quadris. Além da perda de todos os dentes progressivamente por conta da fragilidade deles.

Depois de vários tratamentos, os médicos descobriram que a causa de todos estes problemas é o consumo exagerado de chá que a mulher tem. Nos últimos 17 anos, ela consome diariamente jarras de chá feitas com uma quantidade inacreditável de 100 a 150 sachês. Fazendo as contas, por causa deste hábito, ela usa mais de 54,5 mil sachês por ano e, no fim de 17 anos, já foram consumidos mais de 930 mil saquinhos de chá. Dá para imaginar?

Segundo o site CBS News, a mulher, que vive em Detroit, nos Estados Unidos, os médicos a diagnosticaram com fluorose óssea, doença causada pelo consumo excessivo de flúor. No caso dela, vindo do chá, bebida que tem a maior concentração do componente.

A Organização Mundial de Saúde explica que a doença causa dor nas articulações e músculos e, em casos avançados, a estrutura óssea pode mudar devido à calcificação dos ligamentos. A condição é relativamente comum em países em que a água tem alto teor de flúor por causa de condições naturais e geológicas. Países como Síria, Jordão, Egito, Quênia, Turquia, Iraque, China, Tailândia e Índia têm mais casos registrados da doença pelo tipo de água consumida vinda das montanhas locais.

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos