Um estudo realizado nos EUA e divulgado na última quarta-feira (27) mostra que ouvir música após tomar pílulas de analgésicos pode aumentar a eficácia do medicamento no organismo.

Cientistas da Universidade da Saúde de Utah fizeram testes com camundongos, e constataram que as inflamações dos animais foram reduzidas em 93% após o uso de ibuprofeno com música, enquanto só o uso das pílulas diminuiu as dores em 70% dos casos.

Para o estudo, os cientistas americanos colocaram as músicas clássicas de Wolfgang Amadeus Mozart. Professor de química do centro de estudos, Grzegorz Bulaj afirmou que o intuito do estudo é diminuir a quantidade de medicamentos tomadas para amenizar dores.

“Nós sabemos que essas drogas funcionam sem música, mas podem produzir toxicidade e efeitos adversos”, afirmou. “O santo graal é combinar a droga certa com este novo paradigma de exposição musical. Não precisamos de muitos medicamentos para efeitos analgésicos.”

Músicos especializados montaram a playlist ideal com as obras de Mozart para o experimento. Além de realizarem o estudo com ibuprofeno, os médicos também testaram canabidiol e medicações de convulsão e NAX 5055, mas as drogas não tiveram a mesma eficácia do analgésico.

 

Fechar X