‘A família do Zacarias me apoia a imitá-lo’, diz humorista Rodrigo Cáceres

Itaici Brunetti

Por

Atualizado em 11/01/2018

Rodrigo e Zaca Montagem

(Foto: divulgação/site oficial)

Leia mais

Se você encontrar com Rodrigo Cáceres na rua pode até ser que passe batido e não o reconheça, mas quando ele coloca a peruca e começa a falar não resta dúvida, você tem certeza que é o Zacarias. Natural de São Bernardo do Campo, o ator e humorista é considerado o melhor imitador do personagem de Os Trapalhões, vivido por Mauro Faccio Gonçalves no clássico programa da TV brasileira. “Quando eu coloco a peruca realmente só penso como o Zacarias e tento fazer o melhor”, diz Cáceres em exclusiva ao Virgula.

“O mais legal é que a família do Zacarias me apoia na imitação e gosta muito do meu trabalho”, conta Cáceres, que possui um enorme carinho pelo icônico personagem. “Imitar o Zacarias é um privilégio e é uma homenagem, pois foi por conta desta imitação que o meu trabalho começou a se destacar. Então, tenho muito prazer em não deixar a imagem do Zaca se apagar”, diz.

Imagem essa que será reproduzida no palco do Riso Fest – Especial de Férias, festival de standy up comedy que rola dia 3 de março, no Teatro Opus, em São Paulo, com performances de Mauricio Meirelles (ex-CQC), Maloka, Dihh Lopes, Márcio Donato, Victor Sarro e Cáceres. “No meu stand up, começo contando um pouco da minha história, coisas que vivi e que vivo até hoje. Lógico que, com muito humor e inserindo imitações em alguns temas, sempre dentro de um contexto. No final encerro com o clássico Zacarias”, revela o humorista.

Sendo assim, Cáceres sabe do tamanho da responsabilidade que tem em mãos por imitar o personagem: “É um momento nostálgico para o público. Muitos se emocionam e lembram da infância. As mensagens que recebo depois das apresentações são muito gratificantes”, conta ele, e responde qual é a parte mais difícil de fazer o Zacarias: “É manter o agudo da risada e a voz. Mas hoje está meio que no automático (risos)”.

26219221_1392070457586768_6095909371431480026_n

(Foto: reprodução/Facebook) Rodrigo Cáceres como Zacarias

Agora, se você pensa que a arte de Cáceres se limita ao personagem de Os Trapalhões, está totalmente enganado. O humorista faz mais de 100 imitações entre apresentadores, cantores e personas famosas. A pedido do Virgula, ele tentou escolher as suas melhores imitações (além da do Zacarias, óbvio). “Difícil dizer, mas gosto bastante de fazer o Faustão, o Chaves e diversos cantores. Como eu sou músico e toquei por muitos anos na noite, gosto de imitar cantores para sempre treinar a afinação da voz, timbres, etc”, responde.

Para finalizar, o que será que Cáceres acha da atuação de Guilherme Santana, ator que interpreta Zacarias na nova versão televisiva de Os Trapalhões? “Ah, o Gui Santana é um grande amigo e um grande imitador. Acredito que representa muito bem o papel do Zacarias”, diz ele, que está acostumado a fazer o público rir, chorar e se emocionar, assim como o Zaca original.

Saudade define e poderá ser saciada no Riso Fest. Quem vamos chorar de rir?

 

SERVIÇO:

Riso Fest – Especial de Férias

Quando: Dia 13 de janeiro, sábado, às 21h
Onde: Teatro OPUS (Av. das Nações Unidas, nº 4777 – Alto de Pinheiros, São Paulo/ 4º andar – Shopping Villa-Lobos)
Duração: 120 min
Classificação: Livre
Ingressos: de R$ 30 a R$ 100 – www.ingressorapido.com.br
Mais infos: www.teatroopus.com.br

Os Trapalhões

1 de 22
Compartilhe Twitter Google +

Olha o Zacarias!

É amigos e amigas, já faz 26 anos que o Zacarias foi embora

Créditos: Arquivo Globo

Mineirinho

Nascido em Sete Lagoas, em Minas Gerais, ele começou a despontar na década de 60

Créditos: Arquivo Globo

Humor na veia

Antes de chegar à TV, Zacarias foi vendedor de sapatos e bancário

Créditos: Arquivo Globo

Os Trapalhões

De Sete Lagoas, foi para Belo Horizonte para trabalhar na Rádio Inconfidência

Créditos: Arquivo Globo

Os Trapalhões

Lá protagonizou três humorísticos, e ganhou três prêmios de melhor humorista entre os anos de 1960 e 1963

Créditos: Arquivo Globo

Os Trapalhões

A fama rendeu um convite para fazer parte dos Trapalhões, isso em 1976...

Créditos: Arquivo Globo

Os Trapalhões

Renata Aragão, que já trabalhava com Dedé e Mussum, fez o convite para Mauro Faccio Gonçalves, o verdadeiro nome de Zacarias

Créditos: Arquivo Globo

Os Trapalhões

No Rio de Janeiro, Mauro ganhou destaque nos programas Times Square, Vovó De Vilhe e Show Riso, da extinta TV Excelsior

Créditos: Arquivo Globo

Os Trapalhões

Na década de 70, ele trabalho em comédias teatrais, e chegou a ser premiado como ator revelação por seu trabalho na peça A Dama do Camarote

Créditos: Arquivo Globo

Os Trapalhões

O quarteto participou de vários programas de TV nas décadas de 80

Créditos: Arquivo Globo

Os Trapalhões

O grupo lançou discos, e se tornou sinônimo de diversão e risadas na TV

Créditos: Arquivo Globo

Os Trapalhões

O último filme de Zacarias foi ao ar em 1990; "Uma Escola Atrapalhada"

Créditos: Arquivo Globo

Os Trapalhões

Após a morte de Zacarias, Renato Aragão chegou a cogitar o fim de Os Trapalhões

Créditos: Arquivo Globo

Os Trapalhões

Mas o trio decidiu continuar trabalhando como forma de homenagear o amigo perdido

Créditos: Arquivo Globo

Os Trapalhões

Após sua morte, o programa foi reformulado e passou a ser dividido em duas partes

Créditos: Arquivo Globo

Os Trapalhões

A primeira apresentava shows musicais e esquetes de humor em que Didi, Dedé e Mussum contracenavam com vários comediantes convidados

Créditos: Arquivo Globo

Os Trapalhões

A segunda parte trazia sempre uma aventura passada no Trapa Hotel

Créditos: Arquivo Globo

Os Trapalhões

O programa estreou na TV brasileira em 1977

Créditos: Arquivo Globo

Os Trapalhões

Teve poucas mudanças na década seguinte...

Créditos: Arquivo Globo

Os Trapalhões

E até 1993 manteve o mesmo jeitão de quando Zacarias ainda fazia parte do quarteto

Créditos: Arquivo Globo

Os Trapalhões

Zacarias foi casado por 17 anos com a atriz Selma Lopes

Créditos: Arquivo Globo

Os Trapalhões

Ao partir, Zacarias deixou uma filha, três netos e um país inteiro órfãos de boas risadas

Créditos: Arquivo Globo

Sugerir correção

Relacionados ao assunto

Carregar mais

Comentários