Carla Diaz na pele de Suzane von Richthofen nos cinemas

Uma carga emocional pesadíssima. Foi assim que a atriz Carla Diaz definiu como foi dar vida à Suzane von Richthofen nas gravações para o filme. Ela falou sobre a interpretação em entrevista à Patricia Kogut, em coluna do jornal O Globo.

 

 

“Aprendi a lidar com as cenas psicologicamente fortes. É claro que fiquei ansiosa em muitos momentos, já que nunca tinha feito nada com uma carga emocional tão pesada, ainda mais por se tratar de uma história real”, disse Carla.

 

“Conseguia me desligar ao fim de cada dia de filmagem”, continuou. “Foi como qualquer emprego que tem dias ruins e bons”. Mesmo sem ser lançado, Carla já tem de conviver com críticas sobre o longa nas telonas.

 

“Como esse crime é um caso emblemático no país, a produção vem gerando expectativa grande. A forma inovadora como ela foi concebida também me conquistou desde o início”, explicou a atriz.

 

Dois filmes serão lançados pela produtora contando a história dos assassinatos dos pais de Suzane von Richthofen. Um com foco na própria Suzane, que foi quem matou, e outro com foco em Daniel Cravinho, quem planejou o assassinato.

Fechar X
Sem mais artigos