Fechar X

O diretor Michael Bay foi atacado nesta quinta-feira (17) durante a rodagem de sequências da próxima entrega da saga Transformers em Hong Kong por um homem que lhe pedia dinheiro e tratou de tentar golpeá-lo com um aparelho de ar condicionado.

Segundo informou o estúdio Paramount em comunicado, o incidente foi apenas um susto porque Bay conseguiu “se esquivar” do golpe do atacante, que resistiu até ser rendido pela equipe de segurança contratada para o filme.

Fontes da produção indicaram que o homem se encontrava “sob a influência de algum narcótico” e “usou uma unidade de ar condicionado como arma”.

A polícia posteriormente deteve o indivíduo e seus dois acompanhantes.

“Ninguém do elenco ou da equipe técnica ficou ferido e a produção continuou imediatamente”, explicou a Paramount.

O próprio Bay deu sua versão dos fatos em seu site onde publicou uma mensagem intitulada “Hong Kong Incident”.

O cineasta afirmou que “uns tipos drogados” incomodaram durante horas o pessoal que trabalha no filme com a intenção de extorqui-los.

Segundo Bay, se trata de comerciantes que têm seus negócios perto do lugar de rodagem, na zona de Quarry Bay, e que pretendiam cobrar quatro vezes mais do que a quantidade que foi paga ao resto dos comerciantes da zona em troca de não colocar música alta ou não atirar jolos.

“Para cada comerciante onde rodamos é pago um preço justo pelos incômodos”, comentou o diretor que discutiu com o homem uma hora antes do ataque.

“Ele caminhou diretamente em minha direção e tentou bater no meu rosto, mas me agachei, atirei o aparelho de ar condicionado no chão e o empurrei. Foi então quando os segurança se atiraram sobre ele. Foram necessários sete tipos grandes para segurá-los. Era como um zumbi do filme de Brad Pitt Guerra Mundial Z“, disse Bay.

Na versão de Bay, no total foram produzidas quatro detenções. “Depois, tivemos um grande dia de filmagem em Hong Kong”.

Fechar X
Sem mais artigos