O ator Morgan Freeman, de 80 anos, foi acusado de comportamento impróprio por dezesseis pessoas em uma reportagem da CNN. Metade delas disseram ter sido vítimas de assédio sexual por parte do ator. As mulheres que vieram a público com suas histórias são desde assistentes de produção que trabalharam em filmes com o ator até funcionárias de sua própria produtora, a Revelations Enterteinment.

A reputação de Morgan Freeman começou a ser investigada pelas repórteres An Phung e Chloe Melas depois de esta última ter sido assediada pelo ator em um evento voltado para a imprensa para a divulgação do filme “Despedida em Grande Estilo” (2017). À época, Melas estava grávida.

Uma das assistentes de produção deste filme revelou que Freeman tentara levantar a sua saia em uma ocasião e perguntara se ela estava usando roupas íntimas. Outra mulher, desta vez da produção do filme “Truque de Mestre”, de 2013, afirmou que o ator assediou ela e sua assistente diversas vezes: “Ele comentava sobre os nossos corpos. A gente sabia que se ele estivesse vindo, não poderíamos usar blusas que evidenciassem nossos seios, nada que mostrasse a nossa bunda, nenhuma roupa que fosse justa”.

Fechar X
Sem mais artigos