Fechar X

O humorista americano Seth MacFarlane anunciou através de sua conta no Twitter que não repetirá o papel de mestre de cerimônias na próxima festa do Oscar.

“Os críticos traumatizados podem respirar aliviados: não vou poder apresentar o Oscar de novo”, escreveu o comediante de 39 anos. “Tentei fazer com que encaixasse em minha agenda, mas preciso dormir”, acrescentou.

MacFarlane tem em seus planos a filmagem da comédia A Million Ways To Die In The West e já prepara a segunda parte de Ted, filme no qual trabalhou como diretor, roteirista, ator (dando a voz ao urso de pelúcia na versão original) e produtor.

Ainda assim, MacFarlane louvou o trabalho dos produtores Craig Zadan e Neil Meron, que voltarão a comandar a festa na 85ª cerimônia do Oscar, prevista para o dia 2 de março do próximo ano.

“Recomendo muitíssimo esse trabalho, já que Zadan e Meron são dois dos produtores mais talentosos neste ramo”, comentou o criador do desenho Uma Família da Pesada.

Em Hollywood já começaram as apostas em torno do nome que deve apresentar a cerimônia e o próprio MacFarlane, em tom de brincadeira, deu o seu palpite.

“Minha sugestão como apresentador é Joaquin Phoenix“, comentou, em alusão ao ator que nunca se mostrou confortável neste tipo de eventos.

MacFarlane cantou, dançou, abusou da irreverência para interagir com os convidados, mas sua atuação não convenceu muitos críticos e desagradou parte do público que viu a cerimônia pela televisão.

Apesar disso, a festa foi acompanha por 40,3 milhões de espectadores nos EUA, 3% a mais que em 2012 e o melhor registro do Oscar desde 2007. Foi, além disso, a transmissão mais vista de um programa de entretenimento desde 2010 no país.

Já naquela ocasião, horas depois do final da cerimônia, MacFarlane disse, também através do Twitter, que não voltaria a atuar como mestre de cerimônias da premiação. 

Fechar X
Sem mais artigos