O chef Meshach Cisero foi às redes sociais contar sobre o episódio racista que sofreu durante uma estadia em uma casa de aluguel por temporadas em Nova York. “Nós chegamos no apartamento às 2h da manhã como combinado e fomos humilhados várias vezes antes de sermos expulsos”, escreve.

No texto, ele conta que viajava com três amigos e seu irmão gêmeo. Na chegada à casa, a dona reclama do número de pessoas dizendo que local só tem duas camas de casal. No entanto, Cisero argumenta que no site de reservas AirBnb consta que o apartamento tem um sofá e que um dos visitante dormiria na sala. Nesta negociação, a mulher responde: “e qual macaco entre vocês vai dormir no sofá?”.

A mulher continuou com as ofensas e expulsou o grupo do apartamento. “Ela disse que tinha medo de roubarmos ou destruirmos a propriedade. Nos mandou sair imediatamente. Ela ficou fora de si, nós chamou de criminosos e foi tão grosseira e desrespeitosa, que decidimos chamar a polícia”, explicou o chef, que rabalhar em um premiado restaurante em Washington.

A plataforma de reservas por temporada Airbnb informou em nota ao site Daily Mail: “a linguagem usada pela anfitriã é inaceitável e não há espaço para isso na nossa comunidade. Nós temos uma política severa de combate à discriminação e esta senhora será excluída da nossa lista”.

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos