Aquela cafezinho depois do almoço ou de tardezinha é praticamente sagrado pra muitos. No Brasil, gostamos de um café mais forte do que em outros países, variando na quantidade de açúcar e na quantidade, mas quase sempre nas típicas xicrinhas.

Se você for ao Vietnã, por exemplo, ele é um pouco diferente. Um ingrediente inusitado para nós é o ovo, que foi introduzido na “receita” durante a guerra, quando o estoque de leite no país havia diminuído.

Já na Irlanda, o conhecido “café irlandês” tem quase o status de um cocktail, e é servido com whiskey, e uma camada de creme com açúcar por cima. O café foi supostamente inventado para aquecer os visitantes em Limerick.

Mas voltando para a América Latina, não somos só nós que gostamos de um café docinho de vez em quando, não! No México, o café de olla como é chamado é adoçado com a rapadura, chamada de piloncillo, além de conter também uma canelinha para dar um gosto a mais.

Seja nos ingredientes ou no próprio preparo, muitos países tem um jeitinho especial só seu de servir o cafezinho que une todos num amor sem palavras e sem idiomas certos para expressar!

Aprenda aqui outras formas de se servir e preparar o café no mundo:

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos