Trem

Trens com janelas panorâmicas para aproveitar as paisagens

Companhias aéreas têm passagens especiais de volta ao mundo para os turistas de plantão colocarem os pés em, no mínimo, dois continentes em uma única viagem. Navios e cruzeiros também navegam por alguns dos sete mares em um curto espaço de tempo. Então, por que não conhecer uma boa parte deste mundão a bordo de um trem?

Parece ideia da época dos nossos avós, mas saiba que as ferrovias ainda são um belo meio de transporte que, além de transportar cargas, são o caminho de dezenas de trens de luxo que levam passageiros por composições modernas ou por vagões centenários e cheios de histórias.

Pensando em personalizar este tipo – mega charmoso! – de turismo, a operadora Trains & Tours Lufthansa City Center criou um roteiro de volta ao mundo de trem especialmente para os brasileiros. A rota de 16 mil quilômetros será feita em 26 dias e vai passar pelos continentes europeu, asiático e americano. O pacote, com saída única em agosto do ano que vem, foi detalhadamente criado para atender a um grupo de, no máximo, 24 sortudos que serão acompanhados por guias nacionais durante todo o trajeto.

A aventura sobre trilhos começa em Paris, na França, e termina em Toronto, no Canadá. Logo no primeiro dia de viagem, os passageiros vão percorrer 37 horas de viagem rumo à Moscou, na Rússia. De lá, embarcam na centenária Ferrovia Transiberiana, a mais longa do mundo, apreciando as belas paisagens do leste europeu, Mongólia e finalmente chegam à China, já no continente asiático. Como cruzar o mar de trem ainda é impossível, a turma de viajantes pegará um voo direto rumo a Vancouver, no Canadá. Depois, percorrerá o país de ponta a ponta até a parada final em Toronto.

trem_2

Moscou está entre as paradas da viagem de volta ao mundo

Ao todo, os turistas vão embarcar em cinco trens diferentes (Expresso Paris-Moscou, Transiberiana, Trans Mongolian, Rocky Mountaineer e The Canadian) e dividir as noites de sono entre os vagões do trem e quartos de hotéis estrelados em 15 cidades pelos três continentes. Nestas paradas, os viajantes terão programação especial para conhecer os principais pontos turísticos locais, como percorrer a Muralha da China, visitar o Palácio Imperial e fazer um típico churrasco russo às margens do Lago Baikal.

Mas, não pense que as horas nos trens são tediosas. Pelo contrário. Primeiro, porque todos têm janelas panorâmicas para aproveitar as vistas maravilhosas e escondidas que apenas este caminho permite. Segundo, oferecem programas especiais, como aulas de russo e degustação de vodka. E, por último, tem vagões especiais para interação social, como os restaurantes, por exemplo. “No trem, você viaja para conhecer povos e não países porque ele permite conversar, interagir com os outros passageiros”, comenta Pablo Bernhard, CEO da Trains & tours Lufthansa City Center, durante apresentação do roteiro para a imprensa na última semana.

Os pacotes especiais, que incluem todas as refeições sem bebidas alcoólicas, são vendidos por $24.900 euros (aproximadamente R$ 85 mil) para acomodações duplas e $35.500 euros (aproximadamente R$ 121 mil) para quartos individuais.

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos