El Ateneo Grand Splendid, Buenos Aires

“Esta é a livraria mais bonita do mundo”, diz o título da National Geographic. “A iluminação é suave, com toques que mostram o melhor do artesanato do início do século 20. As conversas são silenciosas, como em uma grande biblioteca, mas o espaço é tão quente e aconchegante que o café, por trás da sala cavernosa, está cheio de clientes que leem e bebem capuccinos e chocolates. Você entrou na livraria Ateneo Grand Splendid”.

Localizada em Santa Fé e na livraria Callao, ela é frequentemente citada em blogs como a mais bonita do mundo.

O artigo da National Geographic conta que o prédio foi inaugurado em 1919 como um teatro. O café está localizado no palco

Lá, também, lançamentos de livros são feitos. José Saramago a visitou entre muitos outros escritores.

A National Geographic aconselha os viajantes a visitar o local a observar “os magníficos afrescos no teto e o estilo latino”. A cúpula foi feita por Nazareno Orlandi em 1919, como uma celebração da paz, após a Primeira Guerra Mundial.

Foi a sede da Rádio Splendid e da gravadora El Nacional Odeón, a partir de 1926. Exceto para o período 1964-1973, quando foi novamente teatro, tornou-se um dos mais importantes teatros da cidade e talvez o mais belo.

El Ateneo Grand Splendid, Buenos Aires

Cheio de histórias e misticismo, conseguiu resistir a várias crises, mas não conseguiu competir com as grandes cadeias e fechou em 2000, com um futuro incerto. Mas apenas alguns meses mais a rede El Ateneo decidiu instalar lá a maior livraria da América Latina: 2 mil metros quadrados.

A livraria abriu, como tal, em dezembro de 2000. Para transformar o antigo teatro e o cinema, o chão teve que ser nivelado e a cúpula restaurada. O agregado contemporâneo foram duas escadas rolantes para o subsolo.

É um lugar para café, turismo, apresentações e reuniões. E, de quebra, conhecer uns 250 mil livros.

Fechar X

 

Fechar X