A aldeia espanhola de Santa Marta de Ribarteme é famosa por ter um festival diferente ao celebrar a vida. Todos os anos, em julho, multidões se juntam em procissões religiosas pelo cemitério da cidade.

O detalhe é que pessoas vivas são colocadas em caixões e carregadas por familiares. “É uma ação simbólica da vitória da vida sobre a morte”, explica o padre Alfonso Besada à BBC.

As pessoas levadas nos caixões passaram por situações em que, de alguma forma, encararam a morte. Geralmente, são histórias de doenças ou acidentes. Há também quem passa pela experiência para agradecer a vida de gente próxima. “Eu vim agradecer por minha avó ter sobrevivido ao câncer”, disse um jovem de 20 anos que passou horas dentro de um caixão.

Segundo o site, o festival teve início no século 12 como uma celebração pagã e, ao longo do tempo, foi incorporada pela religião cristã.

Onda de calor na Europa:

Fechar X
Sem mais artigos