Ir para a praia regularmente é recomendado pela ciência

Estudos científicos apontam que estar perto de uma praia pode ser bom para o cérebro.

Uma pesquisa conduzida por pesquisadores da Universidade de Kobe, no Japão, mostrou que as pessoas que vivem em casas que tinham vista para o mar apresentaram efeitos psicológicos positivos mais altos e menores taxas de efeitos psicológicos negativos do que aqueles que não podia ver o mar.

Homens e mulheres relataram um efeito significativo em seu bem-estar geral de poder olhar o oceano de suas casas.

Outras pesquisas apontam que, embora a proteção solar seja uma obrigação e a superexposição aos raios UV possa ser uma preocupação de saúde, obter luz solar suficiente aumenta a produção de vitamina D, que melhora o humor e diminuindo o risco de algumas formas de demência.

A areia também é um fator. Muitos banhistas caminham descalços, cavando os dedos dos pés na areia. Os pés têm mais terminações nervosas por centímetro quadrado do que qualquer outra parte do corpo, então andar descalço na areia é uma maneira de obter todas as sensações que a praia tem a oferecer.

Também requer mais esforço muscular para caminhar ou correr na areia, então as endorfinas entram em ação a partir do exercício, aumentando ainda mais o humor e a felicidade.

A água também é um fator importante. A água do mar contém minerais como magnésio, iodo e potássio, e esses ingredientes têm sido associados em estudos de pesquisa como tendo potenciais efeitos positivos no humor e na saúde. A natação também é um ótimo exercício e, como não é um impacto, mesmo aqueles com problemas comuns ou outras preocupações com a mobilidade podem se beneficiar do exercício na água.

Por fim, a brisa salgada. Gotículas de água oceânica contêm sal e íons negativos. Os átomos de oxigênio no ar salgado incluem também um elétron extra. A terapia de íons negativos tem sido investigada em alguns estudos para o tratamento do transtorno afetivo sazonal, um transtorno de humor caracterizado por depressão que ocorre na mesma época do ano.

Neurocientistas, por sua vez, apontam que a sensação de paz e tranquilidade que sentimos na praia é resultado da combinação de cheiros suaves e sons de água. Eles chamam este efeito de “espaço azul” ou “mente azul” e dizem que ele é capaz de aumentar a criatividade e diminuir o estresse e a depressão.

Veja cinco praias paradisíacas para conhecer no Brasil:

Fechar X
Fechar X