Quem nunca passou por uma situação de estresse ao não ver a mala passar pela esteira na área de desembarque? Pois saiba que, só em 2018, 24,8 milhões de bagagens foram extraviadas ou perdidas de um total de 4,3 bilhões de malas que circularam pelos aeroportos.

Apesar do número alto, a empresa de rastreamento Sita, concluiu em levantamento que, em 2017, mais de 46,9 milhões de malas não chegaram ao destino correto após voos.

Segundo eles, o motivo da redução do número são soluções de tecnologia aplicadas pelas companhias aéreas. A Delta, por exemplo, tem uma espécie de rastreador na barra de códigos colocada nas bagagens. “Todas as 150 milhões de malas que manipulamos por ano tem esta identificação”, explicou Gareth Joyce, executiva da empresa, à BBC.

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos