A funcionária pública norte-americana Susan Peirez, de 53 anos, foi retirada de um avião no aeroporto de Nova York depois de gritar com uma mãe, seu bebê e uma comissária.

Segundo os passageiros, ela foi a última a embarcar e, assim que chegou, começou a gritar e xingar por ter sido colocada no fundo do avião. Quando a aeromoça a abordou, Peirez continou a gritar que não viajaria ao lado de Marissa Rundell, de 19 anos, e seu filho de seis meses. Ela ainda ameaçou a tripulante: “amanhã você não terá mais um emprego”, disse.

De acordo com o site Mirror, a aeromoça retirou a passageira da aeronave e a colocou no próximo voo. Após o incidente, Peirez foi suspensa de seu cargo na Secretária de Artes de Nova York e uma investigação foi aberta.

Fechar X